Arquivo

Textos com Etiquetas ‘URLs’

Como encurtar URLs utilizando a API do Google com PHP

14, setembro, 2012 admin Sem comentários

Neste artigo vamos aprender a criar um encurtador de url usando o php e a API do Google.
Linha de Código – Artigos

Aprendendo URLs amigáveis

14, setembro, 2012 admin Sem comentários

Aprenda neste artigo como melhorar as suas url’s criando url’s amigaveis, assim melhorando também o seu posicionamento dos buscadores como o Google, Bing, Yahoo, etc.
Linha de Código – Artigos

Criando URLs únicas com Ajax

9, julho, 2012 admin Sem comentários

Veja neste artigo como criar uma URL para exibir um conteúdo pelo Ajax e como executar scripts dessa página exibida.
Linha de Código – Artigos

Categories: Artigos webmaster Tags: , , ,

Criando URL’s únicas com Ajax

9, julho, 2012 admin Sem comentários

Veja neste artigo como criar uma URL para exibir um conteúdo pelo Ajax e como executar scripts dessa página exibida.
Linha de Código – Artigos

Categories: Artigos webmaster Tags: , , ,

↪ Veja um conceito interessante de encurtador de URLs no Mobile Safari do iOS

3, julho, 2012 admin Sem comentários



Conceito de encurtador de URLs no Mobile Safari do iOS

Que tal este conceito de um encurtador de URLs no Mobile Safari do iOS, feito a partir do gesto pinça — o mesmo que utilizamos para, por exemplo, dar zoom em imagens — e criado pelo designer Mac Funamizu? [petitinvention]




MacMagazine

.htaccess e RewriteCond para Redirecionamento de URLs com Parâmetros

19, agosto, 2011 admin Sem comentários

htaccess e rewritecond no redirecionamento de URLs
Um dos problemas mais comuns que encontramos em websites, especialmente quando o site é um ecommerce, é o uso de parâmetros para escrever URLs, que por sua vez fazem carregar conteúdos diferentes nas páginas do site. O uso de parâmetros em si nem é um problema, é até uma solução prática, pois oferece agilidade quando o programador utiliza um template para carregar diferentes conteúdos, como as páginas de listagem de produtos em um ecommerce.

Mas essa vantagem da agilidade traz consigo uma desvantagem que pode impactar o site: a abertura para ocorrência de conteúdo duplicado, algo que URLs amigáveis/estáticas geralmente evitam. Isso porque, em URLs e tratamento de parâmetros do lado de servidores de websites, pouco importa a ordem dos parâmetros, mas para Search Engines, faz toda diferença.

Servidores e Search Engines

Quando um servidor recebe uma requisição para acesso a uma URL parametrizada, pouco importa a ordem dos parâmetros na URL:

  • www.ecommerce.com/?cat=32&prod=100
  • www.ecommerce.com/?prod=100&cat=32

O servidor vai processar e retornar a mesma informação: o produto 100 da categoria 32. Já uma Search Engine parte do princípio de que cada URL encontrada na Internet é um conteúdo distinto de qualquer outro. Esse tratamento “cego” feito por Search Engines tem suas vantagens para o seu desempenho, embora seja óbvio, do ponto de vista de uma pessoa, que as duas URLs vão trazer a mesma informação, há uma queda de desempenho quando se passa a testar se a URL encontrada pode ser igual a outra ou não.

Outro detalhe é que para dois parâmetros a visualização é simples, o teste é simples. Mas para 3 parâmetros, 4, etc., a complexidade, opções e tempo necessário para testes passam a ficar grande demais para valer a pena a queda de desempenho, pois isso implica inclusive em ficar fazendo diversas requisições ao servidor, que pode não aguentar a carga, recusar responder, bloquear requisições, etc.

Para o bem de todos, parece que o melhor caso é realmente entregar ao webmaster a responsabilidade de criar um website consistente, enquanto a Search Engine tenta evitar ao máximo problemas com conteúdo duplicado. Tipicamente as Search Engines oferecem o Canonical Link Element como paliativo para o problema de conteúdo duplicado, ou, a medida em que vai encontrando conteúdo duplicado, vai abandonando a execução de rastreamento do site, pois ele não está acrescentando nada e o processo está sendo uma completa perda de tempo.

URLs com Parâmetros e URLs Amigáveis

Ao se falar em URLs amigáveis, a primeira coisa que vem a mente é o uso de palavras-chave no lugar de números nas URLs de um website. Realmente, em termos bem simples, uma URL amigável caminha por esses lados e, com essa idéia incompleta, acabaram surgindo as URLs amigas da onça, paliativas também, que melhoram o quadro, mas não resolvem a questão:

  • www.ecommerce.com/?cat=informatica&prod=mousepad2011

Embora a URL contenha keywords, ela ainda está amarrada a parâmetros que podem ser utilizados em qualquer ordem, gerando diversas URLs distintas, mas que vão carregar o mesmo conteúdo. Em muitos websites, observa-se medidas como utilizar vírgulas ou sinal de adição (+) para tentar tornar a URL mais simples e óbvia, mas que acaba girando em torno do mesmo problema.

Nos idos de 2007, eu escrevi um artigo sobre a otimização e criação de URLs Amigáveis, levantando pontos importantes a se considerar no tratamento de URLs:

  1. Devem ser curtas (tanto quanto fizer sentido)
  2. Descrever o conteúdo da página
  3. Estáticas
  4. Usar keywords
  5. Separar palavras por hífen ( – )
  6. Bijeção

Sobre a bijeção:

Lembrou das aulas de matemática? Pois então, cada URL deve endereçar somente um conteúdo e cada conteúdo deve ser indexado somente por uma URL! Não faz sentido ter duas URLs endereçando o mesmo conteúdo. Naturalmente, isso vai gerar um desconforto para um usuário, que ao digitar diferentes endereços, recebe o mesmo conteúdo. Para não falar que isso será visto como conteúdo duplicado pelos motores de busca.

E sobre serem estáticas, é simplesmente a indicação de evitar URLs com parâmetros. O desenvolvedor do site deve utilizar URLs “dinamicamente estáticas” ou “estaticamente dinâmicas”, como preferir. Ou seja, para Search Engines e usuários, as URLs serão amigáveis: estáticas, com palavras e tudo o mais. Já o servidor fica com o trabalho de, ao receber uma requisição de uma URL estática, tratá-la da maneira correta e responder com um conteúdo dinâmico ou não. Ao receber:

  • www.ecommerce.com/informatica/mousepad2011

Responder com

  • www.ecommerce.com/?cat=informatica&prod=mousepad2011

De maneira transparente para usuários e Search Engines, ou seja, eles somente conhecerão as versões estáticas de URLs. Também nos idos de 2007, o Celso Fernandes publicou aqui na MestreSEO o artigo Utilizando mod_rewrite para criar URLs amigáveis, explicando como configurar essa transparência em servidores Apache.

Basta seguir o artigo, configurar as URLs amigáveis com mod_rewrite e problema resolvido, certo? Quase.

Redirecionamento 301, .htaccess e RewriteCond

Na maioria dos casos, provavelmente, o Google já teria várias URLs com parâmetros em seu índice (inclusive as versões duplicadas) de websites assim. Muito provavelmente, também, essas URLs parametrizadas já teriam recebido links externos diversificados e adquirido relevância e rankings em resultados de busca e, independente da quantidade/qualidade, isso não deve ser simplesmente jogado fora.

E para manter os resultados já obtidos com URLs parametrizadas após a troca para URLs amigáveis, é necessário fazer o redirecionamento 301 de cada URL com parâmetros para a sua respectiva URL amigável, ponto-a-ponto, e não todas para a página inicial ou coisa do tipo. Ou seja:

  • produto.php?marca=apple para /apple
  • produto.php?marca=apple&prod=macbook-pro para /apple/macbook-pro

E assim por diante. Em servidores Apache, é possível configurar esses redirecionamentos utilizando o RewriteCond no .htaccess:

RewriteCond %{QUERY_STRING} !=""
RewriteCond %{QUERY_STRING} ^marca=([0-9-a-z\-]+)&prod=([0-9-a-z\-]+)$ [NC]
RewriteRule ^produto.php(.*)$ http://www.ecommerce.com/%1/%2? [R=301,L]

A primeira linha aplica a condição de que a query string (os parâmetros) não está vazia. A segunda, estabelece uma condição: Se a URL requisitada contiver o parâmetro marca com valor alfa-numérico podendo conter hífen, então ele aplica a linha 3: redireciona para www.ecommerce.com/(valor encontrado no parâmetro marca)/(valor encontrado em prod) – precisamente o efeito desejado:

  1. Na requisição de uma URL produto.php?marca=apple&prod=macbook-pro-2011
  2. O servidor redireciona o usuário com código HTTP 301 para
  3. http://www.ecommerce.com/apple/macbook-pro-2011

Observe como os valores capturados entre parenteses na linha 2 são acessados na linha 3 com o uso do símbolo % seguido de um número (que é referente a ordem dos parenteses – primeiro, segundo, …).

Considerações Finais

É importante ter conhecimento de expressões regulares para facilitar todo o processo. Nas linhas do .htaccess apresentadas anteriormente, a segunda linha contém uma expressão regular, utilizada duas vezes, para capturar combinações de letras e números de forma mais eficiente do que escrever uma a uma.

Aqui na MestreSEO, a Fabiane Lima escreveu um guia de introdução para expressões regulares que pode ser de bastante ajuda neste tipo de configuração. Outra ajuda interessante é a ferramenta .htaccess tester: htaccess.madewithlove.be – embora ela não responda perfeitamente como um servidor rodando o .htaccess, ela é bem útil.

Outro ponto importante para se ter atenção é que o .htaccess funciona totalmente ao pé-da-letra, ou seja, na minha regra acima, se um dos dois parâmetros estiver ausente da URL, ou se eles estiverem em ordem invertida, o redirecionamento não será feito. Você como desenvolvedor deve entender o seu próprio sistema e providenciar as soluções.

A ajuda vem com o uso de condicional por expressão regular ou outras funções do .htaccess:

  • Aparecer ou não o segundo parâmetro controlado por expressão regular
RewriteCond %{QUERY_STRING} !=""
RewriteCond %{QUERY_STRING} ^marca=([0-9-a-z\-]+)(&prod=([0-9-a-z\-]+))?$ [NC]
RewriteRule ^produto.php(.*)$ http://www.ecommerce.com/%1/%2? [R=301,L]
  • Aparecer ou não o segundo parâmetro usando OR
RewriteCond %{QUERY_STRING} !=""
RewriteCond %{QUERY_STRING} ^marca=([0-9-a-z\-]+)&prod=([0-9-a-z\-]+)$ [NC,OR]
RewriteCond %{QUERY_STRING} ^marca=([0-9-a-z\-]+)$ [NC]
RewriteRule ^produto.php(.*)$ http://www.ecommerce.com/%1/%2? [R=301,L]
  • Ordenar parâmetros
RewriteCond %{QUERY_STRING} !=""
RewriteCond %{QUERY_STRING} ^prod=([0-9-a-z\-]+)&marca=([0-9-a-z\-]+)$ [NC]
RewriteRule ^produto.php(.*)$ http://www.ecommerce.com/%2/%1? [R=301,L]

Entre outras peculiaridades que cada sistema pode ter e que é dever do desenvolvedor estudar e cobrir os possíveis casos.

Espero que o artigo tenha sido proveitoso e que ajude a orientar na direção da solução para o redirecionamento 301 de URLs com parâmetros, para URLs sem parâmetros utilizando .htaccess.

Artigo produzido por MestreSEO, empresa especializada em Otimização de Sites. Não perca a oportunidade de conferir as nossas ferramentas de SEO.


Artigo Original: .htaccess e RewriteCond para Redirecionamento de URLs com Parâmetros

Curso de SEO

Aproveite a oportunidade para participar do nosso Curso de SEO. Garanta já a sua vaga: http://www.mestreseo.com.br/curso-de-seo


Mestre SEO

Incoming search terms:

Google anuncia novo encurtador de URLs

19, julho, 2011 admin Sem comentários

Sob endereço g.co, serviço irá redirecionar usuários exclusivamente para páginas do Google.




IDG Now! – Internet

Twitter testa encurtador automático de URLs

8, junho, 2011 admin Sem comentários

Novo recurso está liberado apenas para alguns usuários.




IDG Now! – Internet

Google libera API de seu encurtador de URLs

11, janeiro, 2011 admin Sem comentários

O Google liberou a API de seu encurtador de URL, dando um importante passo na expansão do serviço ao integrá-lo a aplicativos de terceiros.

A nova API é bem objetiva e oferece aos desenvolvedores a habilidade de usar o goo.gl para encurtar ou expandir suas URLs e para resgatar o histórico e a análise delas.

De acordo com Ben D’Angelo, do Google, em um post de anúncio da API, as funcionalidades podem ser usadas em uma grande variedade de aplicativos, desde o autoencurtamento no Twitter até o monitoramento de estatísticas de uso de padrões de tráfego.

Com informações de Mashable




iMasters

De repente, Verizon Wireless estaria interessada em adquirir URLs relacionadas com o iPhone

2, janeiro, 2011 admin Sem comentários



Curioso, isto… Pode não ser nada, pode ser informação falsa, um red herring, apenas uma formalidade, ou pode ser a confirmação que faltava para o fim de uma era — a do iPhone em Uma Única Operadora nos Estados Unidos. Segundo o 9 to 5 Mac, a Verizon Wireless teria adquirido os domínios iPhoneonVerizon.com e iPhoneforVerizon.com de um squatter (uma pessoa que registra domínios somente para vendê-los depois).

Registro do domínio iPhoneonVerizon.com

Faço minhas, as palavras do cara do double-rainbow: o que isso significa? Pode ser um sinal de que realmente a Apple vai lançar um iPhone compatível com a rede da Verizon, mas pode ser apenas uma medida tomada pela telecom para proteger a própria marca. O tempo dirá, mas o mais esquisito é que o mesmo squatter que era dono desses domínios também detém os direitos sobre iPhoneonSprint.com e, surpreendentemente, iPhoneonATT.com.


MacMagazine